Entrada quarta, 01. março 2017
 
Últimas Notícias
Bem vindo a este Site
Chega ao fim a 18ª Cavalgada Cultural da Costa Doce

Após um percurso de 250km, entre Barra do Ribeiro e Pelotas, encerrou neste domingo a 18ª Cavalgada Cultural da Costa Doce. Neste último trecho a cavalgada partiu no sábado pela manhã da Fazenda do Sobrado, em São Lourenço do Sul, onde na noite anterior ocorreram diversas solenidades e apresentações culturais.

No percurso os cavaleiros almoçaram no histórico Sobrado da Sotéia, e pernoitaram na Capela da Ilha da Feitoria. No domingo logo cedo partiram rumo a praia do Laranjal. E como tem sido nos últimos anos, o caminho escolhido foi cruzando a Lagoa dos Patos, em seu trecho mais raso, mas de extrema beleza e emoção. Novamente acompanhados pela Fly Camera, com imagens sendo transmitidas ao vivo por Drone. Próximo ao meio dia ocorreu o desfile pela avenida a beira da praia, onde eram aguardados por uma mateada organizada pelo SESC - Pelotas e logo com a chegada no destino final, CELA/Centro Equestre do Laranjal, onde foi servido o almoço de confraternização e encerramento.

Participaram em torno de 130 cavaleiros por todo o trajeto, oriundos de diversas cidades do Rio Grande do Sul e também de Santa Catarina, São Paulo e Uruguai. Em destaque tiveram uma grande participação de jovens acompanhado os veteranos, ou em grupos próprios. O que permite dizer do acerto em organizar Cavalgadas, para perpetuar a tradição formadora da personalidade do Gaúcho, o homem e o cavalo, vencedores de desafios do imaginário centauro dos Pampas.

 
Nesta quinta-feira(19) iniciou a 18ª Cavalgada Cultural da Costa Doce

Partindo da cidade de Barra do Ribeiro com destino a Pelotas-RS, os Cavaleiros da Costa Doce iniciaram nesta quinta-feira (19/01) a 18ª Cavalgada Cultural da Costa Doce, cujo tema desta edição é “Caminho Farroupilha no rastro da história”. Serão 10 dias percorrendo a costa da Lagoa dos Patos, com a chegada em Pelotas no dia 29 de janeiro, percorrendo em torno de 250km. Sendo considerada uma das mais belas cavalgadas do Rio Grande do Sul.

Durante a sua passagem ela envolverá diretamente as comunidades de Barra do Ribeiro, Tapes, Arambaré, Camaquã, São Lourenço do Sul, Turuçu e Pelotas. Em Camaquã na localidade Vila Pacheca já está prevista uma grande confraternização com a comunidade local, apresentações e o lançamento de um projeto de integração cultural e social realizado pela Prefeitura Municipal.

No dia 26 a cavalgada chega São Lourenço do Sul, estabelecendo-se na Fazenda do Sobrado, fazenda que pertenceu a D’onana, irmã de Bento Gonçalves. Ali serão realizadas diversas atividades nas noites do dia 26 e 27, como: Confraternização entre os cavaleiros, premiações, recebimento de mais cavaleiros, apresentações culturais, shows, missa crioula e tertúlia.

Dia 28 partem em direção a ilha da Feitoria, e no dia 29 chegam a Pelotas, trecho onde não haverá mais o apoio por terra, sendo acompanhada apenas por barcos e apoiada por pescadores locais. A chegada será no CELA/Centro Equestre do Laranjal, local do desfile de encerramento e confraternização-almoço. Objetivos:

- Refazer os caminhos centenários ensinados por índios e percorridos, inúmeras vezes, por escravos e tropeiros a caminho das charqueadas, por onde se observam relíquias ecológicas e patrimoniais de valor incalculável e só existentes nesta região;

- Amenizar a dureza da viagem com paradas estratégicas para descanso de cavaleiros e cavalos integração com familiares e tertúlias culturais;

- Chamar a atenção da população para a importância da história e da tradição existente fora dos CTGs, muitas vezes esquecida e até mesmo desprezada, por ser considerada menor e menos glamorosa;

- Realizar eventos paralelos, com o objetivo de divulgar a Cavalgada o ano inteiro, fortalecer o espírito campeiro, agregar os amantes da prática de cavalgadas, integrar os cavaleiros com outros desportistas e despertar a opinião pública;

- Divulgar os atrativos turísticos, históricos e naturais de região da Costa Doce.

Roteiro:

Data: 19 de janeiro de 2017 (Quinta-feira) Local: Barra do Ribeiro – RS. – CTG Pealo da Tradição - Sede dos Piquetes - SAÍDA: Ás 14h30min. – dos cavaleiros, para a Sede da Fazenda Barba Negra - Barra do Ribeiro, acampamento, local do primeiro pouso.

Data: 20 de janeiro de 2017 (Sexta-feira) Saída ás 7:00 h – da Sede da Fazenda Barba Negra - Barra do Ribeiro em direção a Tapes – na Sede Estância Santo Antônio - Dr. Joaquim. Data: 21 de janeiro de 2017 (Sábado) Saída ás 7h30min – da Sede Estância Santo Antônio - Dr. Joaquim Mello – para – Tapes – em direção a Fazenda da Sra. Adriana.

Data: 22 de janeiro de 2017 (Domingo) Saída ás 7h30min – da Fazenda da Sra. Adriana Marocco em direção ao Parque de Rodeios Municipal de Arambaré, percurso 21km, local de acampamento e pouso. Data: 23 de janeiro de 2017 (Segunda-feira) Saída ás 7h30min – do Parque de Rodeios Municipal de Arambaré, para a Cabanha Santa Rita, percurso - manhã 17 km, local do almoço. Saída: 14 h para a Estância Flor da Praia (Local da Pecuária/Oficinas) . Data: 24 de janeiro de 2017 (Terça-feira) Saída ás 7h30min – da Estância Flor da Praia (Local da Pecuária/Oficinas), para confirmar - local do almoço, após, saída em direção da Vila da Pacheca - Mun. Camaquã.

Data: 25 de janeiro de 2017 (Quarta-feira) Saída ás 7h30min – Vila da Pacheca - Mun. Camaquã: Concentração dos cavaleiros para travessia do Rio Camaquã em direção a Fazenda Rincão dos Serpa - do Sr. João Serpa.

Data: 26 de janeiro de 2017 (Quinta-feira) Saída ás 7h30min – da Fazenda do Sr. João Serpa em direção a São Lourenço do Sul – Chegada a Fazenda do Sobrado.

Data: 27 de janeiro de 2017 (Sexta-feira) Fazenda do Sobrado, dia livre descanso e confraternização entre cavaleiros, apresentações culturais e tertúlia.

Data: 28 de janeiro de 2017 (Sábado) Saída ás 7h30min – do Hotel Fazenda do Sobrado – São Lourenço do Sul – para a Ilha da Feitoria, não tem acesso para veículos. (O transporte de apoio é o barco, ou o lombo do cavalo, luz da lua e candeeiro). Local de acampamento gentilmente cedido pelo Sr. José Ruivo- Empresa Biscoitos ZEZÉ-Pelotas/RS.

Data: 29 de janeiro de 2017 (Domingo) – Final - Saída ás 6 h da Capela da Feitoria percurso passando dentro da Lagoa dos Patos em direção a Colônia de Pescadores Z-3, paradas só para descanso. Rota das Praias até o – CELA/Centro Equestre do Laranjal - Local do desfile de encerramento, confraternização almoço!

Mais informações e vídeos: www.cavaleirosdacostadoce.com.br

Lindas fotos, vídeos e informações aqui: http://www.facebook.com/cavaleiros.dacostadoce

Jeândro Garcia (comunicação online) / (51) 99943-4742 / Este endereço de e-mail está protegido contra spam bots, pelo que o JavaScript terá de estar ativado para que possa visualizar o endereço de email Carlos de Souza Gonçalves – Coordenador / (53) 99103-3410

 
Orientações da Organização - 18ª CCCD
18ª Cavalgada Cultural da Costa Doce - Instruções da Organização:

Todos os participantes devem respeitar as orientações dos Coordenadores, sem exceções.

Obs. Qualquer um dos percursos, locais de paradas, pouso, ou horários podem sofrer alterações conforme instruções da organização.

A) Cada participante será responsável pela sua alimentação - bebidas e transporte dos animais;
Obs: Não será permitido participar da cavalgada animais sem os respectivos exames e atestado abaixo mencionados.
Atestado do Médico Veterinário para Influenza.
Exames de Anemia e Mormo com a data de validade em vigor.
Tirar a GTA – para transporte dos cavalos, já pedir com retorno.
Saída Barra do Ribeiro-RS. – Chegada Pelotas-RS.

b ) Fornecer Certificado oficial de participação do evento para cavaleiros, pessoal de apoio.

C) No “trapiche” próximo a Fazenda do Sobrado, dia 28/janeiro/2017, disponibilizaremos um “BOTE” ancorado para levar apenas os pertences “mínimos p/pouso/alimentação e objetos de uso pessoal” neste trecho, (devem ser carregados e descarregados pelos donos ou seus apoios).

D) Nos trechos percorridos deve-se observar que, não se deve ultrapassar a bandeira para sua própria segurança.

E) É desaconselhável participar da cavalgada com cavalo inteiro.

F) Durante o percurso será observada a parada a cada 2h de marcha, ou próximo deste tempo, em lugar que a organização julgar mais próprio para cavalos e cavaleiros.

Solicitamos a todos os participantes que se mantenham agrupados próximo ao ponteiro, já que em algumas partes do percurso será necessário receber apoio para transpor: (travessia de rios, outros obstáculos, ou, divisas entre propriedades, ou, divisões de manejo, sejam de lavoura ou pecuária).

G) Salientamos a todos que por a Cavalgada passar por trilhas, acampar em estâncias e locais cuja estrutura é para uso particular e restrito ao manejo da propriedade, e ser uma gentileza dos proprietários, a permissão de transito e uso das instalações, é vedado ligar ar condicionado e mais que um frízer por grupo.
Obs: Também é solicitado, zelo com instalações, lixo e uso de sanitários, ou banho, tanto nas propriedades destacadas, como em qualquer dos demais locais cujo uso nos seja permitido.

H) Os veículos dos apoios devem seguir junto com o veiculo da coordenação, sendo que em algumas “propriedades” só será permitida a entrada de todos juntos, bem como, a saída de todos ao mesmo tempo.

Obs.- Fechar sempre as porteiras!!!
Obs.-Sujeito a alterações pela comissão organizadora.
 
<< Início < Anterior | 1 2 | Seguinte > Final >>

Resultados 1 - 4 de 6
Slideshow
Cavaleiros da Costa Doce
free web stats Pioneer
© 2000 - 2017 Associação dos Cavaleiros da Cavalgada Cultural da Costa Doce - Webmail